PARABÉNS
22/09/2022 10:45 em ANIVERSÁRIANTES DO DIA

Fernanda Tavares

Fernanda Tavares
Fernanda em 2015
Nome completo Fernanda Carolina Gomes Tavares
Nascimento 22 de setembro de 1980 (41 anos)
NatalRN
Nacionalidade brasileira
Ocupação Modelo
Altura 1,80 m
Cônjuge Murilo Rosa (2007—atualmente)
Filhos 2
Carreira como modelo
Peso 60 kg
Página oficial
http://fernandatavaresofficial.com/

Fernanda Carolina Gomes Tavares (Natal22 de setembro de 1980) é uma supermodeloapresentadora e empresária brasileira. Foi uma das finalistas do Elite Look of the Year 1994, quando mudou-se para São Paulo para iniciar a carreira.[1]

Primeiros anos

Fernanda nasceu no dia 22 de setembro de 1980, na cidade do Rio de Janeiro, mas com 10 meses de idade foi morar em Natal, no Rio Grande do Norte.[2] Filha do cantor e compositor Fernando Luiz[3] e da empresária Cheilha Correia.[4] A modelo tem mais um irmão do primeiro casamento de seu pai, e duas irmãs do segundo casamento deste. Aos 13 anos de idade, quando estudava no Instituto Sagrada Família em Natal, foi convidada por um professor a participar do concurso Elite Look of the Year 1994.[5]

Carreira

Em 1995, após participação no concurso se muda para São Paulo, e um ano depois se muda para Nova York. Mas foi em 1998 sua grande ascensão ao ser fotografada por Mario Testino para a capa da Vogue Paris. Apadrinhada pelo mesmo fotógrafo, logo aparece em um editorial para a Vogue América, junto com Gisele Bundchen.[6] Catapultando sua carreira, ao ser o rosto de campanhas das marcas Louis Vuitton,[7] Chloé[8] e Atelier Versace.[9]

A modelo já figurou entre as quatro modelos mais badaladas do mundo, faturando cerca de US$ 1 milhão anualmente.[10] Após um contrato mundial de exclusividade com a L'Oreal Paris por 4 anos,[11] onde fez campanhas para vários produtos, inclusive ao lado de Beyoncé.[12]

Fotografou para editoriais de várias revistas de moda, sendo a capa da Vogue (ParisEspanhaBrasilAustráliaMéxico); L'Officiel (ParisBrasil); Elle (Reino UnidoEstados UnidosItáliaArgentinaBrasilPortugalFrançaChinaCanadá); Cosmopolitan (Estados UnidosReino UnidoBrasilRússia), Marie Claire (BrasilAlemanhaReino Unido), Harper's Bazaar Rússia, entre outras.

Apareceu em desfiles e campanhas para grifes e designers, como PradaAlessandro Dell'AcquaValentinoAlberta FerrettiCelineChanelClements RibeiroCarolina HerreraGucciDonna KaranMichael KorsMissoniVivienne TamVersaceAlexander McQueenDiorDaryl KDries Van NotenOscar de la RentaVictoria's SecretAntonio BerardiYves Saint LaurentZac PosenDiane Von FurstenbergGianfranco FerréEsteban CortázarOakleyRoberto CavalliSalvatore FerragamoSweetface fashionEmanuel UngaroMatthew WilliamsonChristian LacroixJohn GallianoImitation of ChristJoseph RibkoffBlumarineDolce e GabbanaSonia RykielCatherine MalandrinoBaby PhatYohji YamamotoSean JohnRalph RucciHervé LégerMichel KleinBill BlassDsquared2ZoompRosa Chá entre outras.[13]

Foi a estrela de campanhas impressas e anúncios para Louis VuittonChloé, Atelier VersaceBottega VenetaGiorgio ArmaniRalph LaurenIcebergEscadaGloria VanderbiltBaliH&MRocco BaroccoNine WestPeter HahnMaison LejabyGAPRock & RepublicSilhouette eyewearWellaBloomingdale'sDana BuchmanJ.CrewJones New YorkMassimo DuttiMangoMarellaHerbal essencesForumOcimar Versolato entre outras;

Ainda estrelou campanhas para as fragrâncias Dolce e GabbanaShalimar da Guerlain,[14] Cool Water Wave da Davidoff,[15] G de Giorgio Beverly Hills[16] e Malachite de Banana Republic.[17]

Gravou comerciais para automóveis exibidos na TV para Citroën e Chevrolet;

Em uma enquete realizada pela revista GQ italiana, a colocou em primeira colocada entre as 100 mulheres mais sexys do planeta.[18]

Em 2003, foi jurada do concurso Miss Universo sediado na cidade do Panamá.

Uma das vinte e cinco top models brasileiras que integram o calendário da São Paulo Fashion Week – Verão 2007, Fernanda já teve seu próprio calendário. Em 2003, foi clicada por 12 fotógrafos diferentes, entre eles André SchiliróBob Wolfenson, Cristiano, Daniel Klajmic, Jacques Dequeker e Thelma Vilas Boas. Socialmente responsável, também já estrelou campanhas do grupo PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), que luta pela abolição do uso de peles de animais.

Ao lado de seu marido, Murilo Rosa estrelou campanhas para Avon,[19] Havaianas[20] e Hering.[21]

Em 2014, para o desfile de lançamento da colaboração da Versace para a loja de departamento Riachuelo, a própria estilista Donatella Versace exigiu que a modelo abrisse o desfile.[22]

Na TV comandou o reality show Missão MTV, em que dava dicas de moda. Ainda apresentou no Canal Glitz, duas temporadas da Semana de Moda. Além de ter apresentado ao lado de Fernando Torquato o reality show de maquiagem "Desafio da Beleza" no Canal GNT.[23] Ainda tendo apresentado eventualmente o programa Superbonita do mesmo canal. Ainda fez uma participação na telenovela Verdades Secretas da Rede Globo, dentro de uma ação de merchandising interpretando ela mesma.[24]

No cinema atuou em Gomez VS Tavares, no papel da Agente Tavares.

Junto com seu marido, são sócios de uma rede de franquias de comida saudável chamada Minutri.[25]

Polêmicas

Durante a São Paulo Fashion Week de 2000, ela foi muito criticada ao ser fotografada exibindo celulites.[26]

Em março de 2000, sua família acionou "O Jornal de Hoje", que publicou a entrevista de uma atriz pornô que se apresenta como Fernanda Tavarez. A Tavarez, com "z", deu declarações picantes sobre sexo oral que foram reproduzidas no diário local como sendo palavras da modelo.[27]

Em julho de 2000, Fernanda foi capa da revista Marie Claire Reino Unido ao lado do cantor Ricky Martin. Posteriormente em 2019, a jornalista de moda Liz Jones, disse se sentir envergonhada por encorajá-la a agarrar o cantor em poses sexys para as fotos do ensaio, e ao final vê-la sentada no chão lendo revistas em quadrinhos, foi quando percebeu que ela era apenas uma menina saindo da adolescência.[28]

Em 2001, durante o desfile outovo-inverno da Versace polemizou ao deixar um seio à mostra ao entrar com seu primeiro look.[29]

No ano de 2002, durante o desfile da coleção de Primavera Alta Costura da Versace em Paris, ativistas do PETA invadiram a passarela, enquanto Fernanda posava para os fotógrafos, levando cartazes com a frase "Fur Kills".[30]

Em 2003, no Victoria's Secret Fashion Show 2003 durante o segmento "Glaaaaamaaazons" seu calçado se enroscou com seu outfit composto por longas franjas; o próprio show a mostrou nos bastidores irritada tentando se livrar da roupa.

Um dos outfits desfilados pela Fernanda Tavares no desfile da coleção Primavera-Verão da Versace 2003 foi posteriormente usado pela Beyoncé no clipe da música "Crazy in Love".

Em 2011, o seu contrato com loja de departamentos inglesa Marks & Spencer possuía cláusulas que a impediam de engravidar ou ganhar medidas ao longo de pelo menos um ano.[31]

Em 2015, durante o desfile de despedida de Gisele Bundchen, foi acusada de ter dado um empurrão na homenageada, no entanto tudo foi esclarecido, pois se tratava de uma manifestação de carinho, já que são amigas de longa data.[32]

Vida pessoal

Em 2003 iniciou um namoro com o ator Murilo Rosa. Em 28 de julho de 2007 casaram-se em uma cerimônia civil e religiosa na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, em Pirenópolis, interior de Goiás, na mesma igreja em que os avós e os pais de seu marido casaram-se.[4] O casal tem dois filhos, Lucas Tavares Rosa,[33] nascido em 23 de outubro de 2007, e Artur Tavares Rosa, nascido em 1 de novembro de 2012. Seus dois filhos nasceram de parto cesariana, no Rio de Janeiro, onde o casal vive.[34]

Fernanda Tavares possui ascendência africanaindígena e portuguesa.

 

SAIBA MAIS:WIKIPEDIA

 

 

Andrea Bocelli

Andrea Bocelli
Andrea Bocelli durante um show em Gibraltar, Setembro 2019
Nascimento 22 de setembro de 1958 (63 anos)
LajaticoToscana
Itália
Lajatico
Cidadania Itália
Filho(s) Matteo Bocelli
Alma mater
Ocupação CantorCompositor e produtorVocal e diversos instrumentos
Prêmios
Gênero literário Clássicoóperaeasy listeningpopcrossover clássico
Obras destacadas Andrea
Carreira musical
Gravadora(s) Sugar
Decca
Universal
Afiliações Zucchero
Luciano Pavarotti
Religião catolicismo
Página oficial
AndreaBocelli.com
Assinatura
Andrea Bocelli signature.svg

Biografia

Andrea Bocelli nasceu na cidade de Lajatico em 1958. Filho de Alessandro e Edi Bocelli, Andrea cresceu na fazenda da família, a cerca de 40 km da cidade de Pisa.[6]

Aos seis anos de idade, iniciou aulas de piano e depois de flautasaxofonetrompeteharpaviolão e bateria. Andrea Bocelli nasceu com glaucoma congênito que o deixou parcialmente cego.[7] Com doze anos, durante uma partida de futebol levou um golpe na cabeça que fez com que sua cegueira fosse total.[8][6] Na infância, Andrea tocava órgão na igreja que se situava próxima à casa, onde ia todos os domingos com a avó.[9] Também aos doze anos de idade venceu o prêmio Margherita d'Oro, em Viareggio, com a canção "O Sole Mio", constituindo a primeira vitória numa competição musical.[10]

Após a conclusão do seu ensino médio, em 1980, Bocelli foi para a Universidade de Pisa, onde mais tarde foi graduado em Direito.[4] Depois de trabalhar por um ano como advogado, Andrea teve aulas de canto do maestro Luciano Bettarini, dedicando-se à música em tempo integral.[11]

Bocelli nunca parou o treinamento vocal, atendendo "master classes" com o renomado tenor Franco Corelli, em Turin.[12]

Em 1992 o astro do rock italiano Zucchero Fornaciari testou Andrea enquanto procurava por tenores para fazer um dueto com ele na canção "Miserere"; quando ouviu a gravação, o tenor Luciano Pavarotti implorou a Zucchero para usar Andrea em vez dele mesmo. Enfim, a música foi gravada com Pavarotti, mas Andrea Bocelli acompanhou Zucchero na gira européia.[13]

Em 1994 Andrea apresentou-se no Festival de San Remo (Festival da canção italiana), ganhando o evento com a canção "Il mare calmo della sera", o que levou ao primeiro disco de ouro. No mesmo ano, estreou na ópera Macbeth, de Giuseppe Verdi, com o papel de Macduff, cantou no concerto beneficente de Pavarotti em Modena e apresentou-se para o Papa João Paulo II no Natal. Em 1995 sua canção "Con te partirò" ficou em quarto lugar no Festival de San Remo.

Bocelli tem três filhos: Amos (nascido em 1995) e Matteo (nascido em 1997) do seu casamento com Enrica Cenzatti; e Virginia (nascida em 2012) do seu relacionamento com Veronica Berti, que foi transformado em casamento em março de 2014.

O ídolo de infância era Eusébio da Silva Ferreira, jogador de futebol português. Quando Andrea Bocelli se tornou famoso, foi Eusébio que o quis conhecer e as posições trocaram-se.[14]

Carreira

 
Andrea Bocelli em inauguração de sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood2010.

1992 - 94: Festival de Sanremo

Em 1996 cantou com a soprano inglesa Sarah Brightman uma versão em dueto de "Con te partirò", intitulada "Time to Say Goodbye" ("Hora de Dizer Adeus"), que bateu recordes de vendas e ficou no topo das dez canções mais tocadas no mundo por quase seis meses. Nos anos seguintes, Andrea apresentou-se em ParisBolognaTorre del Lago e Vaticano. Lançou mais álbuns até a sua entrada no mercado americano, com um concerto no "John F. Kennedy Center for the Performing Arts" em Washington D.C. e uma recepção na Casa Branca. Naquele ano e em 1999 Andrea partiu em turnê (excursão) pela América do Norte e América do Sul e fez duetos com Céline Dion, além de apresentar-se na primeira ópera totalmente transmitida ao vivo pela Internet da "Detroit Opera House" ("Ópera de Detroit"), com Denyce Graves.

1995 - 97: Bocelli e Romanza

Como vencedor do Festival de Sanremo, Bocelli foi convidado a retornar no ano seguinte. Competindo com "Con te partirò", o tenor ficou em quarto lugar.[13] A canção foi incluída em seu segundo álbum de estúdio Bocelli, produzido por Mauro Malavasi e lançado em novembro de 1995. Na Bélgica, "Con te partirò" tornou-se o single mais vendido de todos os tempos e tornou-se a sua canção assinatura, que nunca pode faltar em shows.

Seu terceiro álbum, Viaggio Italiano, foi lançado na Itália em 1996.[13] Bocelli foi convidado para um dueto com a soprano inglesa Sarah Brightman a canção "Con te partirò" na última partida do boxeador Henry Maske. Brightman havia conhecido Bocelli após ouvi-lo cantar a canção em um restaurante. Com o título da canção alterado para "Time to Say Goodbye", os cantores a gravaram com membros da Orquestra Sinfônica de Londres. O single despontou nas paradas musicais da Alemanha, onde permaneceu em primeiro lugar por catorze semanas. Com as vendas aproximando-se das milhões de cópias e um certificado de platina sêxtuplo, "Time to Say Goodbye" tornou-se a canção de maior sucesso do artista.[13] Bocelli também liderou as paradas da Espanha em 1996 com a canção "Vivo por Ella" (um dueto com Marta Sánchez). Em 1998, foi lançada uma versão em português com a cantora brasileira Sandy, intitulada "Vivo por Ela".[15]

No mesmo ano, Bocelli gravou "Je vis pour elle", a versão em francês de "Vivo per lei", em dueto com a cantora francesa Hélène Ségara. Lançada em dezembro de 1997, a canção tornou-se um sucesso de vendas na Bélgica e na França, onde atingiu a primeira colocação nas paradas musicais. Até então, a canção é o maior recorde de vendas de Ségara e o segundo maior de Bocelli, depois de "Time to Say Goodbye". Em março do mesmo ano, Bocelli e Brightman receberam o Prêmio ECHO de "Melhor Single do Ano".[13]

No verão de 1997, Bocelli realizou uma série de 22 concertos a céu aberto pela Alemanha e um concerto fechado em Oberhausen. Em setembro, apresentou-se na Piazza dei Cavalieri, em Pisa, para a gravação de A Night in Tuscany, com a participação especial de Nuccia Focile, Sarah Brightman e Zucchero. O concerto foi também a primeira apresentação clássica televisionada do artista, tendo sido transmitida pela PBS. Em 14 de setembro, em Munique, Bocelli recebeu o Prêmio ECHO de "Álbum Mais Vendido do Ano" por Viaggio Italiano.[16]

1998 - 99: Aria: The Opera AlbumSogno e Sacred Arias

Bocelli estreou nas gravações de ópera em 1998, quando interpretou Rodolfo numa produção de La bohème em Cagliari. Seu quinto álbum, Aria: The Opera Album, foi lançando em março do mesmo ano.

Em 19 de abril, Bocelli fez sua estreia em solo estadunidense com um concerto no John F. Kennedy Center, em Washington, D.C., seguido de uma recepção na Casa Branca pelo Presidente Bill Clinton.[17] Em maio, em Monte-Carlo, Bocelli recebeu o World Music Awards nas categorias "Melhor Artista Italiano" e "Melhor Performance Clássica".[18] Também foi listado entre as "50 Pessoas mais bonitas de 1998", pela revista People.[8]

Entre junho e agosto de 1998, Bocelli realizou uma turnê pelo continente americano. Em setembro, recebeu seu segundo Prêmio ECHO Klassik, desta vez na categoria "Álbum Clássico Mais Vendido", por Aria: The Opera Album. Na noite de Ação de Graças, Bocelli foi convidado especial de Céline Dion durante o especial televisivo These Are Special Times, no qual performaram o dueto "The Prayer" e "Ave Maria". O dueto foi incluído no álbum de Dion, These Are Special Times, lançado no mesmo ano, e integrou a trilha sonora da animação Quest for Camelot. A canção foi re-lançada no álbum Sogno, de Bocelli.

No 56º Globo de Ouro, a canção "The Prayer" venceu o prêmio na categoria Melhor Canção Original. No Grammy Awards, Bocelli foi indicado na categoria Best New Artist ("Artista Revelação"), porém a cantora estadunidense Lauryn Hill venceu a disputa.[19] Bocelli e Dion realizaram uma performance da canção durante a cerimônia.[20] A canção também foi indicada ao Óscar de Melhor Canção Original.

Na Itália, Bocelli se apresentou em Florença durante um encontro de chefes de Estado de centro-direita. Em 29 de novembro de 1998, convidado pela Rainha Elizabeth II, Bocelli se apresentou em Birmingham.[21] Em 30 de novembro, lança sua autobiografia, intitulada La musica del silenzio. Durante o mês de dezembro, Bocelli realizou uma série de seis concertos em BarcelonaEstrasburgoLisboaBudapeste e Messina, alguns dos quais foram televisionados internacionalmente. O tenor italiano também performou na televisão alemã, no programa Wetten, dass..? e pouco tempo depois participou de um concerto de José Carreras em Leipzig. Em 31 de dezembro, Bocelli fechou uma série de 24 concertos, com uma apresentação de Ano Novo no Nassau Veterans Memorial Coliseum, em Nova Iorque.[22]

Presença internacional

Gravou em 1997 com a cantora brasileira Sandy a canção "Vivo por Ella", música que foi muito executada nas rádios do Brasil.

Em 2002, Andrea repetiu a turnê (excursão) pela América, ganhando dois "World Music Awards". Desde então, Andrea continuou a carreira com aparições em concertos no mundo inteiro, cantando inclusive durante o All-Star Weekend da NBA de 2006 em Houston, Texas. Cantou "Because We Believe" ("Porque Nós Acreditamos"), do seu álbum Amore (lançado em 2006), na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2006 em TurimItália.

Em 2006, Bocelli trabalhou com os seis finalistas do programa de televisão American Idol, ajudando-os a cantar as canções escolhidas segundo o tema da semana: "classic love songs" (músicas românticas clássicas).

Em 2016, foi indicado ao Grammy Latino de Gravação do Ano por sua canção "Me Faltarás".[23]

Foi anunciada a sua presença para um recital especial em FátimaPortugal no dia 13 de maio de 2018 , para ação de graças pelo centenário das aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria.[24][25]

Vida pessoal

Bocelli conheceu sua primeira esposa, Enrica Cenzatti, enquanto cantava em bares no início de sua carreira.[26] Se casaram em 27 de junho de 1992 e tiveram dois filhos.[13] Seu primeiro filho, Amos, nasceu em fevereiro de 1995. O segundo filho, Matteo, nasceu em outubro de 1997. O casal se separou em 2002.[27] Atualmente, Bocelli vive com sua empresária e esposa, Veronica Berti, que conheceu pouco tempo depois. Em setembro de 2011, o casal anunciou oficialmente que Berti esperava seu primeiro filho.[28][29] Virgina nasceu em 21 de março de 2012.[30][31] O casal vive em uma villa em Forte dei Marmi, no Mediterrâneo. A ex-esposa e os filhos mais velhos de Bocelli vivem em Versilia, na mesma comuna.[12] Bocelli e Berti oficializaram a união em 21 de março de 2014, em uma cerimônia no Santuário de Montenero, na cidade de Livorno.[32]

Caridade e outros trabalhos

Bocelli tem se apresentado em inúmeros eventos de caridade e em outras várias ocasiões do tipo em todo o mundo, como uma apresentação no local das ruínas do World Trade Center, o Ground Zero, em outubro de 2001.[33] Bocelli também participou de várias edições do projeto "Pavarotti & Friends" (Pavarotti e Amigos, no Brasil), liderado por seu amigo pessoal Luciano Pavarotti. Também nos concertos para a Fundação ARPA (da qual ele é presidente honorário). Em 2004, participou do concerto de Sharon Osbourne para arrecadação de fundos para as vítimas do Tsunami de 2004 e, no ano seguinte, performou num concerto televiso intitulado "Music for Asia".[34]

Não se limitando só a cantar, Andrea contribuiu para vários trabalhos escritos, incluindo pequeno texto sobre amizade em compilação feita por Doris S. Platt e o prefácio e um "capítulo-entrevista" para um livro italiano sobre guarda conjunta. Ele também escreveu uma autobiografiaLa musica del silenzio (A música do silêncio), que foi publicada em 1999. A tradução inglesa do livro foi lançada no ano seguinte, com o nome Andrea Bocelli: The Autobiography (Andrea Bocelli: A Autobiografia).

 

SAIBA MAIS:wikipedia

 

COMENTÁRIOS